quarta-feira, agosto 24, 2005

Encontrões imediatos do 3º degrau

O autor do blog A Barriga de um Arquitecto , paragem que muitas vezes escolho durante as minhas deambulações pelos blogs do reino, pegou num comentário meu a um post que escrevera intitulado Por amor de Deus no qual ele tecia considerações, mais ou menos politicamente correctas, sobre criacionismo e evolucionismo, recortou-o e destacou um trecho que pespegou à laia de introdução de um texto seu com 61 linhas intitulado O centro do mundo.
Um verdadeiro tratado.
Presumo que tanta atenção tenha sido a razão para o disparo alucinante de visitas aqui ao terreiro nos últimos três dias.

Foto: Supernova Remnant N 63A Menagerie, daqui.


Assim sendo retribuo a sua atenção com este post, devidamente equipado e artilhado em conformidade com imagem, links, linques, itálicos, bolds e o camandro, no qual transcrevo o comentário que lá lhe deixei sobre aquilo que escreveu.

Caro Daniel Carrapa,

1.«É compreensível que alguns achem discutível o facto de que somos descendentes dos macacos. Suponho que essas pessoas nunca tenham visto o “Fiel ou Infiel” na TVI.» Esta frase é sua. Presumo que inclua no grupo a chusma de primatóides que se baba e delicia com semelhantes programas de TV.

2."Esta gente..." como você se refere a determinadas pessoas que não pensam como você, nem como eu, é uma forma de discurso há muito adoptado pelos escravos do pensamento único. Neste pequeno planeta, como você diz, tem que haver espaço para outras opiniões que não a sua. Ou a minha.

3. Que Darwin tenha demonstrado com sucesso que os ingleses descendem dos macacos, não me obriga a mim nem a ninguém a deixar de questionar, com isenção, espírito crítico e sem aceitar nada como "garantido", qual a verdadeira origem da Humanidade. Talvez aí, meu caro, ao descobrir-se a verdadeira origem do Humanidade se vislumbre uma réstea de esperança sobre a previsão do seu destino, como dizia Carl Sagan. Nesta Terra ou noutra qualquer.

Cumprimentos

Sem comentários:

 
Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue!