quinta-feira, setembro 22, 2005

Candidatura ou a ditadura da candura

No Portugal republicano e democrático de hoje, uma candidatura é O estado de graça por definição.
O(A) Candidato(a) é uma espécie de santo, monge ou asceta, liberto da tentação e do pecado, que se reveste de camadas constituidas por auras de insuspeição, candura e inimputabilidade sobrepostas umas às outras como as saias das nazarenas ou, menos prosaicamente, a casca da cebola comum.
Ao atingir o estatuto ou estado de candidato, o cidadão comum é alcandorado a semi-deus, qual atleta grego, rodeando-se de uma corte de aduladores peritos na lambidela compulsiva que se desenvolve desde o tacão da bota até aos entrefolhos do cu, and beyond.
No Portugal republicano e democrático de hoje, O(A) Candidato(a) usufrui de imunidade judicial excepto se for apanhado em flagrante a cometer um crime doloso por cuja pena possa ser preso por três ou mais anos. Ou seja, qualquer candidato a eleições tem ao seu dispôr um quadro legal que lhe permite executar, participar ou instigar a prossecução de atropelos, crimes e ilegalidades que lhe apeteça desde que cumpra as regras, ou seja, não se deixe apanhar em flagrante.
O climax do absurdo acontece quando o candidato deixa de o ser; quer ganhe ou perca as eleições, O(A) Candidato(a) deixa automáticamente de gozar da imunidade de ser candidato, atente-se na lógica demolidora, uma vez que deixa de o ser. Esta mudança súbita de estado de graça para desgraça permite ao aparelho judicial desempenhar a sua função ordenando a detenção do(a) ex-Candidato(a) pespegando-o(a) nos canfundós de um qualquer fedorento calabouço atapetado e revestido a musgo e desespero. Não sem que, durante a campanha eleitoral, tenha tido todo o tempo e todos os meios à disposição para propagandear as vantagens que o povo teria votando nele.
Esta é a democracia na República portuguesa.

3 comentários:

Anónimo disse...

Valentim, Avelino, Fátima....

Anónimo disse...

Portugal é um país maravilhoso com um povo de merda, cujos homens são na maioria cobardes e escroques! portugal está FODIDO! Não tem FUTURO!

anónimo? disse...

Povo de merda que inclui todos os anónimos com problemas de diarreia verbal...

 
Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue!