terça-feira, junho 28, 2011

Terça Feira de cinzas

Hoje ouvi pela primeira vez a voz do escritor Gonçalomtavares. O escritor Gonçalo Eme Tavares foi entrevistado pelo Carlos Vaz Marques na TSF e disse muitas coisas entre as quais se salienta o aspecto do seu próprio reconhecimento de que padece de amnésia. Disse ele, entre outras coisas sobre as quais se me apetecer escreverei mais adiante, que não se lembrava do título do primeiro romance que escreveu, com a tenra idade de 15 anos. E eu, que me lembro do título de redacções que escrevi na 3ªclasse e de composições escritas no 1º ano do liceu, não me senti nada confortável ao ouvir isso. O escritor Gonçaloemetavares também não se lembrava de ter mandado ao António Lobo Antunes uma cópia de um livro que tinha escrito para saber da douta opinião do recordista candidato falhado ao Nobel da Literatura. Afirmou que não o surpreendia nada ter publicado doze livros em 3 anos e que gostaria de ser desafiado a publicar 100 livros no mesmo dia, após ter afirmado que se interessava pela actividade de conhecer pessoas inteligentes. O escritor GT, como passarei a designá-lo doravante para a frente, revelou-se um mamífero dotado de flutuações vocais próprias de um adolescente tardio, um convencido do caralho e um grandessissimo chato.
Agradeço ao Carlos Vaz Marques que, entre os sorrisos que afivela durante as habituais piruetas que faz nos espaldares propositadamente montados em estúdio enquanto entrevista personagens intransmissiveis, me deu a conhecer um pouco mais do escritor que classificou como infantil a arquitectura da praça de touros do Campo Pequeno.
No que diz respeito ao momento político que atravessamos, chamo a vossa atenção para a hipótese de pelo menos 10% dos novos secretários do estado em que se encontra esta merda não perdurarem nos respectivos cargos mais do que 6 meses que é mais coisa menos coisa o tempo de gestação de um arrependimento profundo.

1 comentário:

Kundry disse...

Bom, bom...ouvir adolescentes com suas aborrecencias não é exatamente um bom exerciciode tolerancia afinal até boa vontade tem limites.
Mas fiquei matutanto no prazo de validade ou tempo de garantia de um arrependimento profundo...o que os politicos não fazem com a gente, aniquilam com nossas esperanças e paciencia e ainda causam-nos espasmos filosoficos!
Afxxx!!!

 
Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue!