segunda-feira, janeiro 10, 2005

Livros I

Afinal parece que a castiça Buchholz não se encontra assim tão mal.
Vai só mudar de dono. Ainda bem, porque pelo andar da carruagem mais o passivo atrelado então é que se finava mesmo. José Leal Loureiro, é o salvador. Vem no suplemento "Actual" do Expresso Nº1680 de 8 de Janeiro de 2005. E já vinha no PÚBLICO de dia 6.
Não foi o Aviz que descobriu isso sozinho.


Sem comentários:

 
Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue!