quarta-feira, fevereiro 16, 2005

Homenagem a Luís de Sttau Monteiro

Ontem à noite era Sábado e ao jantar o meu tio Alcides que é funcionário público mas que está desempregado porque lá no sítio onde ele ia trabalhar disseram-lhe para ele não ir mais e ainda lhe pagaram uma pipa de massa para ele nunca mais lá pôr os pés estava furioso com a campanha eleitoral e enquanto berrava insultos aos políticos todos em geral gesticulava de repente e com imensa força tendo acabado por entornar uma molheira com molho de manteiga e limão espremido para cima da minha tia Carla que é a mulher dele quando ele sabe porque quando ele não sabe ela vai muitas vezes de carro com o primo Júlio que é solteiro joga no Recreativo do Bairro tem um carro com tunning ou lá o que é e fuma uns cigarros esquisitos que ele próprio tem que fazer coitado a minha tia Carla levantou-se de repente e saiu aos gritos da sala de jantar que é aquela parte da sala que está mais longe da televisão para que toda a gente possa ver televisão quando está à mesa menos aqueles que ficam de costas para ela como era o caso da minha tia Carla que aproveitou aquilo do molho de manteiga para se pirar com o primo Júlio que já lhe tinha mandado uns sms para o telemóvel que eu bem vi e o meu tio Alcides nem percebeu tal era a fúria com que estava contra os políticos todos sobretudo porque não têm soluções diz ele e eu cá sei muito bem o que isso é porque ainda no outro dia fiquei à rasca porque tinha uns problemas de matemática para resolver e a stôra que usa sempre mini saia e anda com o Gomes que está na fila da frente e é repetente uma data de vezes e que está sempre a olhar para as pernas dela tinha escolhido uns problemas que nem sequer vinham no livro e eu não pude copiar as soluções como faço sempre das outras vezes nem o Tomás que é o marrão da aula me pôde safar porque estava em casa com gripe há uma semana e eu não tive outro remédio senão inventar os resultados é claro que depois a stôra disse que estavam todos errados mas eu não quis saber disso para nada e fui com a Cátia e a Sandra Manuela até ao gradeamento do jardim de cima atirar castanhas aos jornais que os velhos que estão a apanhar sol lêem eles assustam-se com o barulho das castanhas a bater no papel e nós rimo-nos imenso vai ser assim a seguir às eleições os polítcos vão estar todos contentes e a rir na televisão porque todos vão dizer que ganharam e que os resultados afinal são muito melhores do que pensavam que pudessem ser mas têm muito mais sorte do que eu porque ninguém se importa muito que eles não tenham soluções para os problemas que têm que resolver e assim também os velhos do jardim de cima estão ainda mais tramados porque as castanhas que os políticos lhes vão amandar são maiores e não acertam sempre nos jornais deles à vezes acertam mesmo neles(...)

Sem comentários:

 
Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue!