quinta-feira, março 31, 2005

Alentejo III

Pregaçam de S. Coelho
Com sê barrete vermelho.
Sua espada de cortiça,
P'ra matar a carriça.

A carriça deu um berro
Toda a gente se assustou
Até uma velhinha ficou
Enfiada num chinelo

A velhinha dê um pêdo,
E ficou tudo amarelo.

Poema popular extraído do "Cancioneiro Popular do Alto Alentejo", publicação fictícia da autoria de A.S.O.

Sem comentários:

 
Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue!