sábado, maio 21, 2005

O homem das campainhas

No passado dia 19 de Maio foi encontrado no centro histórico de Oeiras, completamente encharcado e manifestando evidentes sinais de desorientação, um homem vestindo um fato aos quadrados e ostentando uma gravata côr de laranja, relativamente baixo, gordo, com cabelo, bigode e pêra grisalhos, aparentando notáveis semelhanças com Isaltino de Morais. Chamada a PSP, o referido indivíduo foi de pronto transportado e recolhido por um centro de caridade local.
Mantendo um silêncio absoluto, incapaz de responder à sucessão de perguntas que lhe eram feitas, foi-se encolhendo, encolhendo e encolhendo à medida que o interrogavam, abanavam e pressionavam.
A certa altura, um talhante do bairro que assistira a tudo, berrava a pés juntos que o indivíduo era nem mais nem menos que um dos totalistas do Euromilhões, desaparecido havia uns meses atrás. Mas o comandante dos Bombeiros locais de pronto o reduziu ao silêncio bramando um ensurdecedor "Cale-se! Não diga disparates". Alguém então sugeriu que lhe dessem um papel e um lápis.

6 comentários:

Pedro F. Ferreira disse...

E assim nasceu um mito que se arrisca a limpar a imagem de uma nódoa. :)

Anónimo disse...

O Viciado

"Não vejo porque é que um político como Ferro Rodrigues não possa ser considerado um bom candidato presidêncial" - Francisco Assis

"Gostar de estar escondido atrás das cortinas a ver um amigo a papar um Franguinho, não é um bom cartão de visita" - Quitéria Barbuda

www.riapa.pt.to

O Micróbio disse...

E? Espero que tenha continuação... :-)

JRD disse...

Do homem dos sete instrumentos, para o homenzinho das seis campainhas.

Emiéle disse...

Está com imenso espírito!!!Parabéns pela notícia.
:)

sofia disse...

Oeiras, essa bela localidade... :)

 
Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue!