sexta-feira, julho 01, 2005

The times, they are a changin'

Em Espanha, a partir de ontem, instituiu-se o casamento entre homossexuais.
Passou a ser possível, legal e portanto recomendável, a adopção de crianças por "casais" homossexuais.
Para todos os homossexuais?
Não.
Os padres homossexuais, esses, continuam condenados ao celibato.

2 comentários:

zero disse...

não há casamentos entre homossexuais, porque os 'homossexuais' não existem (no sentido de que não existe o substantivo).

há isso sim, casamentos entre pessoas que praticam actos homossexuais (sexo com pessoas do mesmo género).

quanto aos padres, bem esses não podem casar qualquer que seja a sua prática sexual. aliás, é até suposto que não tenham nenhuma prática.

de resto, se a base para a aceitação das práticas homossexuais, assenta no respeito pela liberdade sexual dos outros, aceitando por isso 'et pour cause' a sua normalidade, como pode não se aceitar como normal, a não prática do sexo e consequente celibato por parte dos padres, quando tal resulta e traduz a aceitação expressa, prévia e livre de uma regra institucional da igreja?

eu cá aceito uns e outros. com muita tranquilidade e, por boas razões: é que não penso praticar actos homossexuais, nem ir para padre.

opções ...

sofia disse...

Eu também acho muito bem. E digo mais: Avisem-me, no dia em que puder adoptar uma lareira. Eu e o meu marido, o leão. É o nosso sonho, desde que a mais velha, a faca eléctrica, saiu de casa para casar com o tijolo...

 
Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue!