sábado, janeiro 08, 2011

Mais da República

Os comemoralistas(1) do costume não esquecerão certamente o 101º aniversário da implantação da República Portuguesa neste ano de 2011, o primeiro da segunda década do século vinte e um da era cristã. A República Portuguesa, que é um regime que não funciona, que não reconhece os direitos civis, o direito à propriedade, e que nunca reconheceu a ilegitimidade da sua imposição aos portugueses pela força das armas, sem recurso ao sufrágio universal, sem ponta nenhuma de democracia por onde se lhe queira pegar tem, pasme-se, uma Constituição e um Presidente. Neste momento, e até 2016, o Presidente da República Portuguesa é senhor professor doutor Aníbal Cavaco Silva. Mas não é, como ele ainda ontem referiu, o Presidente de Portugal. É apenas o Presidente da República Portuguesa. Confundir República portuguesa com Portugal é um erro que, por ser comum, é amplamente difundido como verdade insofismável, e que, por isso, não carece de reflexão. Nada mais errado.
Sobre a Constituição da República, há várias opiniões. Uma delas, a de Francisco José Viegas, pode ser lida aqui.

(1) comemoralista - s.m. Pessoa ou entidade que comemora por pulsão; que é propênsica a festejos compulsivos; aquele que come maristas, jesuítas e outros moralistas; safardana; republicano.

Sem comentários:

 
Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue!