quinta-feira, dezembro 16, 2004

vergonha

Faz pena. A sério. O que se passou na assembleia regional da Madeira justifica a exoneração compulsiva e permanente de TODOS os protagonistas.
A começar em Alberto João Jardim e a acabar em Jacinto Serrão.
Só numa república é possível que o Conselho de Estado conte com uma figura como Alberto João Jardim entre os seus membros.
Da mesma forma que só uma república permite que o Chefe de Estado dissolva um Parlamento democráticamente eleito em vez de demitir um governo por si considerado incompetente.

1 comentário:

Anónimo disse...

Acho que não deveriam ter tomado rinoceronte como insulto, bem pelo contrário. No que concerne aos protagonistas deste episódio, qualquer coisa acima do ser unicelular pode ser considerado um passo na escalada evolutiva.

http://alertaamarelo.blogs.sapo.pt/

 
Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue!