domingo, abril 17, 2005

A república e o poder II

Os permanentemente tolerados insultos do presidente da região “autónoma” da Ilha da Madeira aos representantes da república (que, para o bem ou para o mal, é o regime que vigora em Portugal) e o seu lugar cativo no Conselho de Estado revelam uma esquizofrenia intolerável de uma parte e uma passividade bovina da outra.

3 comentários:

JRD disse...

Não me diga que acredita que se o regime vigente em Portugal fosse a Monarquia, o alarve Jardim teria outro comportamento?

Afonso Henriques disse...

O comportamento poderia ser semelhante.
Mas nunca naquele cargo.

Anónimo disse...

Caramba! Não sou português... mas não é que esse tipo me irrita solenemente?
É verdade que a atitude dos visados é mesmo de bovino.
Yochanan
http://foziber.blogs.sapo.pt

 
Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue!