sábado, novembro 14, 2009

Cavaco tem a bola

E das duas uma: ou chuta para fora e assobia para o lado, ou deixa cair a bomba atómica e dissolve a Assembleia da República. Seja como for, é cada vez mais improvável que esta Legislatura chegue ao fim. A bravata de provocar eleições antecipadas a pretexto da ingovernabilidade da república, ameaça velada proferida pelos paladinos do PS há menos de uma semana, esfuma-se a cada dia que passa, a cada escuta divulgada, a cada sucateiro posto a descoberto. Com a face oculta a chegar à Câmara de Lisboa, a hipótese de António Costa suceder a Sócrates tornou-se insustentável. O regime republicano perde credibilidade a cada hora que passa. Junte-se a isto a expressão de agressividade latente que perpassa na cara das gentes que têm que ir trabalhar todos os dias para pagar os juros de dívidas que parece não terem fim, enquanto lêem nos jornais que milhões são perdoados aos alcandorados do costume e, meus amigos, temos a receita para um caldinho de bernarda como não se via há muito tempo.
Vai uma aposta?

Sem comentários:

 
Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue!